11 de novembro de 2022

Testagem de COVID-19 volta a subir no Brasil

Idosos, pacientes imunossuprimidos e pessoas com passagem marcada para a Europa devem fazer o exame em caráter preventivo. Seguindo a tendência mundial, o número de…

Idosos, pacientes imunossuprimidos e pessoas com passagem marcada para a Europa devem fazer o exame em caráter preventivo.

Seguindo a tendência mundial, o número de brasileiros que testaram positivo para COVID-19 em laboratórios privados e nas unidades públicas de saúde aumentou 566% em outubro deste ano, o que volta a deixar o país em alerta para uma terceira onda da doença, desta vez causada, principalmente, pelas subvariantes da ômicron (BQ.1 e XBB). Os dados são do Instituto Todos pela Saúde (ITpS) e do boletim epidemiológico do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), divulgado em 6 de novembro.

Um dos reflexos desse cenário é o aumento da demanda por testes de COVID-19 entre as pessoas que manifestaram os sintomas característicos da doença ou tiveram contato direto com as pessoas infectadas pelo SARS-CoV-2. A procura pelos exames nos laboratórios e unidades do Sistema Único de Saúde (SUS), auxilia na manutenção e monitoramento dos dados via Ministério da Saúde, por meio da notificação dos casos. Além disso, o diagnóstico confirmatório assegura o direcionamento correto das medidas de proteção como, por exemplo, o isolamento e a utilização de máscaras, que impactam diretamente nos índices coletivos de contaminação.

Indicações

Como a COVID-19 tem sintomas similares aos resfriados e gripes é importante que a pessoa faça o teste para comprovar e discernir a infecção por coronavírus. Especialmente idosos e imunossuprimidos necessitam de um diagnóstico precoce e assertivo para reduzir as chances de evolução do quadro clínico. 

Para quem pretende viajar para fora do Brasil, a metodologia diagnóstica denominada Reação em Cadeia da Polimerase (PCR), realizada 72 horas antes do embarque, ainda é uma exigência a ser atendida para quem tem a Europa como destino. Por enquanto, a medida foi suspensa nos Estados Unidos, mas na China medidas de controle já têm sido implementadas.

 

 

Solução de diagnóstico

A Celer Biotecnologia tem uma linha completa de testes para COVID-19. Um dos destaques é o Kit de detecção por PCR em Tempo Real para SARS-CoV-2. O portfólio inclui, ainda, o Triplex PCR, que detecta, além do SARS-CoV-2, o Vírus Influenza A, Vírus Influenza B e o Vírus Sincicial Respiratório (RSV).

 

Referência Bibliográfica:

INSTITUTO TODOS PELA SAÚDE. Percentual de testes positivos para Sars-Cov.2 passa de 3% para 17% em um mês, forte indício de nova onda. Brasil. 2022. Disponível em: https://www.itps.org.br/comunicacao/percentual-de-testes-positivos-para-sars-cov-2-passa-de-3-para-17-em-um-mes-forte-indicio-de-nova-onda. Acesso em: 07 nov 2022.

CONSELHO NACIONAL DE SECRETÁRIOS DE SAÚDE. Painel Nacional: Covid-19. Brasília. 2022. Disponível em: https://www.conass.org.br/painelconasscovid19/. Acesso em: 08 nov 2022.

BBC NEWS BRASIL. Covid-19: testes positivos em alta acendem alerta sobre nova onda no Brasil. Brasil. 2022. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-63550537. Acesso em: 07 nov 2022.

DIÁRIO DE PERNAMBUCO. Apesar da queda nas infecções de covid, especialistas alertam para nova onda. Recife. 2022. Disponível em: https://www.diariodepernambuco.com.br/noticia/saude/2022/11/apesar-da-queda-nas-infeccoes-de-covid-especialistas-alertam-para-nov.html. Acesso em 07 nov 2022.

11 de novembro de 2022

A detecção do HPV por Captura Híbrida e PCR em Tempo Real é igual?

O Papiloma Vírus Humano (HPV) é uma infecção sexualmente transmissível (IST) muito comum e o portador do vírus pode transmiti-lo mesmo sem apresentar sinais de…

25 de junho de 2020

Vantagens dos Testes Point of Care para atendimentos de emergência

Os Testes Point of Care (POCT) têm potencial para revolucionar o atendimento de emergência em instituições de saúde de todo o mundo. Isso porque essas…