20 de janeiro de 2023

Anemias e a classificação veterinária

“As alterações observadas nos índices hematimétricos podem ajudar na interpretação do provável mecanismo causador das anemias.” Para contribuir com a produção e disseminação do conhecimento […]

Tipos de Anemias

“As alterações observadas nos índices hematimétricos podem ajudar na interpretação do provável mecanismo causador das anemias.”

Para contribuir com a produção e disseminação do conhecimento no cenário veterinário a Celer teve a iniciativa de convidar um parceiro, Dr. Bruno Bertassoli, Médico Veterinário e Biólogo, doutor em Biologia Celular. O objetivo dessa parceria visa abordar semanalmente uma pauta relacionada a questões importantes sobre a saúde dos animais, com foco na patologia clínica e as suas curiosidades. Os próximos conteúdo colocarão a luz as anemias, dando sequência ao que foi abordado nas mídias sociais da Celer.

Coluna Veterinária com Dr. Bruno Bertassoli  – ED. 25
CRMV-MG 26888 – Médico Veterinário e Biólogo | Doutor em Biologia Celular. 

Leia abaixo o conteúdo da semana. 

Tipos de Anemias

A classificação veterinária das anemias é uma excelente abordagem inicial em um paciente anêmico e pode levar rapidamente a investigações adequadas para determinar a causa da anemia. Dessa forma, faz-se fundamental conhecer os diferentes tipos, sendo eles:

  • Normocíticas/Normocrômicas: indicam falta de resposta medular. Nessas anemias observa-se pouca ou nenhuma resposta da medula óssea (arregenerativas).
  • Macrocíticas/Hipocrômicas: são sugestivas de aumento na atividade eritropoética na medula óssea (anemias regenerativas) e denotam, em cães, gatos e suínos, aumento na liberação de reticulócitos para o sangue periférico. 
  • Microcíticas/Hipocrômicas: estão relacionadas à deficiência de Fe (ferro) e Vitamina B6 (piridoxina). Na deficiência de Ferro ocorre alteração na síntese de hemoglobina aparecendo hemácias hipocrômicas na circulação.
  • As anemias classificadas como Macrocíticas/Normocrômicas estão relacionadas com deficiência de Vitamina B12 e Ácido Fólico que são estimuladores das divisões celulares durante o processo de eritropoiese. 
  • Em outro primas, as Microcíticas/Normocrômicas são observadas no início da deficiência de Ferro. É normal observar microcitose e normocromia em cães da raça Akita.

Anemias e Interpretação clínica

VGM CHGM Interpretação clínica
Normocítica Normocrômica Não regenerativas, anemias das doenças crônicas.
Normocítica Hipocrômica Início da decadência de ferro.
Macrocítica Hipercrômica Regenerativas, hemorragia e hemólise.
Macrocítica Normocrômica Deficiência de vitamina B12, folatos, cobalto em ruminantes, Mielose eritrêmica e Macrocitose em poodles.
Microcítica Normocrômica Deficiência de ferro. Cães de raça Akita.
Microcítica Hipocrômica Deficiência de ferro, cobalto e vitamina B6. Perda de sangue crônica.

Quadro resumindo a classificação morfológica das anemias e interpretação clínica.

Portanto, analisar corretamente o quadro do paciente será um fator decisor para um diagnóstico preciso e condizente com a real situação do animal.

26 de novembro de 2020

Saúde do homem: prevenção com informação e segurança

A saúde do homem é mais suscetível às doenças e às morbidades em relação às mulheres. É o que constata o Ministério da Saúde em […]

19 de abril de 2022

Obesidade canina pode comprometer a qualidade de vida do animal

Pouca gente resiste ao olhar pidão de um cachorro. Com jeitinho, eles conseguem até a comida do prato, do café da manhã até o jantar. […]

Testes