A marca de uma liderança: conheça a trajetória da Celer

Homenagem Celer

A marca de uma liderança: conheça a trajetória da Celer

Uma história que, em 2020, ganhou contornos e se diferenciou no cenário nacional… mas que ha 19 anos é lapidada dentro dos mais rígidos padrões de qualidade.

Foi a pandemia do COVID-19 que trouxe a tona a trajetória singular da Celer Biotecnologia e evidenciou uma excelência que se fortalece ao longo dos anos.

As exigências de um cenário tão único quanto inesperado expos esse potencial imenso: nos últimos seis meses, a empresa mineira, com sede em Belo Horizonte, cresceu o que cresceria em seis anos. E toda a equipe correspondeu às expectativas porque desde 2001 trabalhava incansavelmente para oferecer o melhor ao mercado em produtos, serviços e experiências.

COVID-19

O histórico de excelência e as antigas parcerias internacionais permitiram que a Celer Biotecnologia fosse uma das primeiras empresas brasileiras a ter aprovação para comercializar testes rápidos para a COVID-19 junto à Anvisa, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Consciente do papel do diagnóstico clínico no combate a crise mundial e comprometida em apoiar sistemas de saúde em todo Brasil, a Celer dedicou todos os seus esforços para apoiar o governo e, em tempo recorde, disponibilizou testes com alta qualidade visando à segurança dos pacientes e a gestão da doença. A Celer autorizou a Vale do Rio Doce a importar diretamente da fabricante chinesa, Wondfo, 10 milhões de testes, que garantiram o suporte à população até que outras empresas do setor conseguissem registro para importação e comercialização no país. Foi esse pioneirismo que possibilitou a mensuração imediata de infectados para posterior aplicação de um plano de ação governamental para salvar vidas.

A Celer ainda trabalhou com a equipe da Vale em todo o processo junto ao Ministério da Saúde como responsável técnico e referência no suporte aos pontos de atendimento.

Toda essa dedicação, trabalho e envolvimento ocorreram sem qualquer tipo de ganho financeiro ou benefícios em divulgação.

Para a empresa, o maior retorno foi e ainda é uma equipe ainda mais preparada, forte e unida em torno dos valores defendidos pelo grupo: promover a melhor experiência possível ao paciente e ampliar o acesso aos sistemas de saúde.

Testagens Celer

O One Step COVID-2019 Test da Celer foi o teste de diagnóstico da COVID-19 aprovado pela ANVISA ainda no início do ano, para comercialização no Brasil. A posição de destaque se deve tanto ao pioneirismo quanto à qualidade:

Diante de 596 amostras analisadas pelo fabricante, o teste One Step COVID-2019 apresentou uma sensibilidade de 86,43% e uma especificidade de 99,57%. 

Esses dados foram confirmados por 3 estudos independentes:

  1. O primeiro estudo do INCQS Fiocruz encontrou resultado positivo para todas as 18 amostras verdadeiramente positivas (sensibilidade de 100%) e apenas 1 resultado positivo para 77 amostras verdadeiramente negativas (especificidade de 98,7%).
  2. Em um segundo estudo também do INCQS-Fiocruz, 19 resultados positivos foram encontrados para 20 amostras verdadeiramente positivas (sensibilidade de 95,2%) e apenas 1 resultado positivo para 75 amostras verdadeiramente negativas (especificidade de 98,6%).
  3. E no terceiro estudo, conduzido por pesquisadores americanos de Harvard e da Universidade da Califórnia UCSF, o teste Celer One Step COVID-2019 esteve entre os dois únicos testes rápidos com especificidade maior que 99%: 99,1% para o teste Celer.

Entre os dias 1-5 após o início dos sintomas, o estudo Harvard-UCSF mostrou que o teste Celer possui uma das mais altas sensibilidades: 40,0%. Entre os dias 16-20 após o início dos sintomas, o teste Celer também obteve a maior sensibilidade (81%) entre os vários testes avaliados pelos pesquisadores.

Esse modelo de testagem identifica a presença de anticorpos do tipo IgG/IgM nas amostras coletadas entre 10 e 12 dias após a infecção por SARS- CoV-2. Vale ressaltar que ele realiza a leitura de anticorpos totais IgG e IgM sem nenhuma diferenciação entre eles.

A metodologia simples permite que seja executado diretamente em qualquer unidade de saúde, desde que por profissionais capacitados. Inicialmente é feita a coleta de 10 microlitros de soro, plasma ou sangue total do paciente. Na sequência é acrescentada à amostra um cassete de teste, seguida por um buffer (solução tampão), e a leitura ocorre em 15 minutos.

E recentemente a empresa avançou ainda mais:  lançou os testes RT-PCR (Real Time-PCR) para Sars-CoV-2, baseados na biologia molecular.

O teste de Reação em Cadeia da Polimerase detecta o RNA viral a partir da secreção das vias respiratórias do paciente. É o teste de diagnóstico definitivo e somente por meio dele é possível identificar a presença do vírus.

Através da amplificação do DNA in vitro, é possível detectar e quantificar o organismo analisado, mesmo que pouco disponível na amostra.

Para atender à essa necessidade de testagem da população, a Celer investiu na linha de diagnóstico molecular, com equipamentos que auxiliam não somente na detecção da COVID-19, mas também de outras doenças, sendo uma excelente ferramenta no pós-pandemia.

Os testes moleculares estão entre os segmentos mais modernos das análises clínicas. Além disso, a linha de Biologia Molecular da Celer possui diversas vantagens. Entre elas, estão a facilidade e a rapidez na execução, além da alta sensibilidade, especificidade e possibilidade de automação.

A linha da Celer é formada, inicialmente, pelos equipamentos fabricados pela parceira Sansure Biotech: iPonatic; MA6000 e NATCH CS.

Apesar da linha ter surgido como solução durante a pandemia do novo coronavírus, todos os sistemas permitem a realização de diagnóstico de outras enfermidades, como doenças tropicais e respiratórias ou problemas relacionados à saúde da mulher.

Agilidade na resposta ao vírus

A agilidade e precisão na obtenção de diagnósticos tem reflexo imediato nos sistemas de saúde. Isso porque a aplicação em massa de testes rápidos permite identificar como a doença se comporta para um combate mais eficiente ao surto. Alem disso, o tratamento precoce evita a evolução dos casos e consequente superlotação de leitos.

Nesse contexto controlado se torna viável o desenvolvimento de estratégias cada vez mais eficazes de contenção da pandemia.

No Brasil as redes de saúde privadas e públicas buscam oferecer testes laboratoriais capazes de detectar o vírus em um tempo hábil para atender a demanda crescente. O One Step COVID-19, é simples na execução, pode ser realizado em qualquer unidade de saúde, seguindo orientações básicas, e seu resultado é dado em cerca de 15 minutos. Por ser rápido e sensível, fator mais importante no momento, o One Step COVID-19 Test garante análises otimizadas e economia para as instituições.

O RT-PCR (Real Time-PCR) para Sars-CoV-2 independe da formação de anticorpos. E o Celer Sansure iPonatic tem uma vantagem importante: permite processar a amostra e realizar a PCR no mesmo equipamento. Isso impacta na redução de tempo, além de agregar segurança para quem manipula o conteúdo. Além disso o resultado sai mais rápido, principalmente em comparação com outros exames de PCR: reduz para 60 minutos o que levaria de três a quatro horas.

História

Hoje a Celer  é referência nacional no desenvolvimento e comercialização de equipamentos e soluções para o setor de análises clínicas.

Quando começou, em 2001, a empresa oferecia consultorias em projetos de capacitações técnicas. Três anos depois se tornou indústria: passou a fabricar o que projetava.

Em 2008 o Fundo Criatec, que reúne gestores do BNDS focados em capitalizar micro e pequenas empresas inovadoras, selecionou a Celer entre mais de cem inscritos, para alocar investimentos que permitiriam maior profissionalização e crescimento.

Desde então o caminho percorrido pelo empresa ofereceu desafios inerentes à qualquer negócio… o posicionamento perante os obstáculos é que tendia a ser diferente na Celer: a equipe sempre buscou transformá-los em oportunidade de aprendizado, que culminaria em novos avanços.

Ao longo desse ano, tais valores ganharam pilares ainda mais sólidos: a  Celer precisou atender grandes demandas de públicos diversificados,  desenvolver e avançar no que diz respeito à tecnologias de ponta…tudo em um curto espaço de tempo e reunindo esforços de uma equipe relativamente reduzida em relação ao que o contexto exigia. Cada funcionário precisou oferecer avanços rápidos, eficientes e controlados… em prol da empresa e, consequentemente, do cliente final: Que atinge seus objetivos através das soluções e serviços disponibilizados pela Celer.

O impulso iniciado pela pandemia acabou sendo percebido em outras áreas de atuação e a Celer investiu em novos produtos dos segmentos Point of Care (POC) e Biologia Molecular. Assim pôde atender com eficiência não só as demandas impostas pelo coronavírus, mas também outros desafios referentes à diagnósticos. Essa excelência permite que os clientes atinjam a melhor performance de forma mensurável: com mais acesso ao sistema de saúde, velocidade nas decisões médicas, oferta de tratamentos mais acessíveis e melhorias na experiência do paciente.

Essa construção sólida de posicionamento, profissionalismo, seriedade e competência permitiu que, em 2020, a empresa estivesse pronta para o cenário da pandemia. Foi o histórico honrado e sério que direcionou a conduta de excelência, com impacto nacional.

Desde então, a empresa já importou mais de 12 milhões de unidades do teste rápido One Step Covid, que foram distribuídas por todo o Brasil. Em estoque, para pronta entrega, a empresa conta com 1 milhão de testes.

Para além do coronavírus, a empresa tem hoje um portfólio com 54 produtos entre equipamentos e testes de diagnóstico e comercializa entre 100 a 150 mil testes diagnósticos por mês, entre importados e de fabricação própria.

A Celer conta com uma equipe de elevada capacitação técnica, que mantém estreitos laços com universidades, centros de pesquisa e instituições do ramo de diagnósticos. Isso permite que a empresa acompanhe as mudanças no setor para se adaptar às exatas necessidades dos clientes.

Presente e futuro

A linha de produção da Celer segue em constante expansão. Neste ano foram lançados mais de 30 produtos registrados e a previsão é chegar a 70 ainda em 2020. Para definir o novo portfólio, a empresa investiu em inovação e pesquisa: Através de inteligência de dados, são medidas as demandas dos clientes, valores de compra e venda, volume de importação, entre outras métricas. Também são levados em consideração dados como fator de decisão na escolha de novos produtos.

Essas informações chegam a todos os integrantes da equipe, que trabalham em conjunto na tomada de decisões. Além disso, os profissionais responsáveis pelas linhas de produtos são frequentes nos principais eventos da área de medicina diagnóstica. Neles, o grupo tem acesso aos grandes players do mercado e podem avaliar quais tecnologias estão disponíveis para as demandas existentes.

Para além do coronavírus, a empresa conta hoje com um portfólio de 54 produtos entre equipamentos e testes de diagnóstico e comercializa entre 100 a 150 mil testes diagnósticos por mês, entre importados e de fabricação própria. A previsão é que a Celer termine 2020 cerca de 10 vezes maior do que começou. E isso é só o começo!

 

Compartilhar este post

Deixe uma resposta